A compra dos caças e o desenvolvimento da tecnologia nacional

A compra dos caças e o desenvolvimento da tecnologia nacional

Antes de começar a expor minhas opiniões a respeito da compra dos caças suecos, conhecido como Projeto FX-2, gostaria de convidar a todos para voltar à década de 50. O país: Estados Unidos da América. O contexto: final da segunda guerra mundial.

O ensino de ciência nas escolas

Quando visualizaram o espólio do que haviam conquistado na Alemanha, os países aliados perceberam o óbvio: estavam muito atrás tecnologicamente daquele país. Apesar de ter conseguido produzir a bomba atômica no Projeto Manhattan, que foi feito basicamente por judeus, os governantes perceberam que precisavam formar seus próprios cientistas.

No início da década de 50 do século passado, nos EUA, os integrantes do N.S.F. (National Science Foundation) começaram a perceber que o ensino de ciências aos jovens americanos mostrava-se deficitário: os estudantes terminavam sua formação inicial com pouco, ou quase nenhum, conhecimento específico em matemática, física, química e biologia.

Foi daí que surgiu o PSSC, ou Physical Science Study Commitee, que tinha um único objetivo: incentivar o ensino de Física, Química, Matemática e Biologia nas escolas. O esforço do Projeto Manhattan já tinha representado um grande avanço na ciência, pois graças aos estudos derivados dali temos tecnologias como raios X, radares e até mesmo computadores (vejam vocês). Mas eles entenderam que era preciso criar um fluxo de produção científica e inovação no país, que para dar certo deveria começar na educação básica.

(…)

Veja o restante do texto no Portal dos Calangos: A compra dos caças e o desenvolvimento da tecnologia nacional

0saves


Se você gostou desse post, deixe um comentário ou inscreva-se no feed RSS para ter todas os posts enviados para o seu agregador preferido.

Author Description

Eduardo Santos

Mestre em Computação Aplicada pela Universidade de Brasília (UnB), Tecnologista na Agência Espacial Brasileira, professor do Uniceub e cientista de dados (data scientist).

No comments yet.

Leave a Reply

Twitter

Subscribe to Blog via Email

Enter your email address to subscribe to this blog and receive notifications of new posts by email.

Join 504 other subscribers

Alguns direitos reservados

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.